Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR. Portanto assim diz o SENHOR Deus de Israel, contra os pastores que apascentam o meu povo: Vós dispersastes as minhas ovelhas, e as afugentastes, e não as visitastes; eis que visitarei sobre vós a maldade das vossas ações, diz o SENHOR. E eu mesmo recolherei o restante das minhas ovelhas, de todas as terras para onde as tiver afugentado, e as farei voltar aos seus apriscos; e frutificarão, e se multiplicarão. E levantarei sobre elas pastores que as apascentem, e nunca mais temerão, nem se assombrarão, e nem uma delas faltará, diz o SENHOR. (Jeremias 23:1-4)” Deus criou você para ser uma estrela com sua própria grandeza, executando o potencial que Ele mesmo lhe deu. E Deus me enviou à terra com uma missão. Só Ele pode me deter, os homens nunca poderão. E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai. Esse blogger tem como objetivo trazer ao público interessado uma verdadeira meditação sobre o que realmente tem levado centenas de pessoas a não irem mais a Igreja. Nosso objetivo é buscar respostas através de cada opinião aqui registrada.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

AO PREGAR, PORQUE GRITAR?

É melhor ouvir as palavras calmas de uma pessoa sábia, do que os gritos de um líder numa reunião de tolos.” (Eclesiastes 9:17). Crer-se ter sido Salomão o autor do livro de Eclesiastes, vimos neste versículo o autor promover uma relação entre a prudência e o volume da voz. Aprendemos que o texto nos ensina que, há uma relação direta entre a voz e o nível de equilíbrio emocional de quem fala. Ao nos sentirmos encurralados por alguma coisa, e ao sermos afrontados, sem termos bons argumentos, não é difícil apelarmos para o grito, para o tom mais agressivo da voz, e ai é bom se lembrar da passagem “ouvir as palavras calmas de uma pessoa sábia” é reconfortante e construtivo. O profeta Elias se encontrou desesperado um dia, fugindo da morte, porém desejando morrer, e a ajuda que obteve do Senhor não foi uma grande ventania, nem terremotos, nem chamas de fogo intensas. Deus simplesmente restaurou o profeta através de uma “voz mansa e suave”. Muito se vê nos dias de hoje líderes em púlpitos das igrejas que, gritam a plenos pulmões seus sermões, como se a sabedoria do Senhor pudesse ser influenciada e imposta pela eloquência simplória dos homens. O Senhor não quer “gritos de um líder” e sim a simplicidade, de uma mente capaz de absorver uma palavra genuína, que ao ser ministrada penetre o coração dos ouvintes não pelo tom de voz que está sendo imposta e sim pela essência do conteúdo dirigido pelo Espírito Santo para que esses ouvintes sejam convencidos de seu mal caminho, reconheçam que são pecadores e necessitam do perdão de Deus, que só pode ser alcançado por intermédio de crer em Cristo Jesus como Senhor e salvador de sua vida.
O Pai jamais recusa a voz que vem do íntimo daquele que demonstra “um coração quebrantado e aflito”. E a palavra de Deus nos afirma “Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.” (Salmos 51:17). Então para que gritar? Quando o que basta é buscar dia a dia maior conhecimento, discernimento e intimidade com o Espírito Santo, pois assim Deus falará de forma poderosa, mansa, calma, penetrante e poderosa, ao coração de tantos que se encontram perdidos, e visitam tantas igrejas em busca de uma palavra de conforto, paz, e que leve diretamente a vida eterna. Precisamos falar mais sobre salvação, e não bater sempre na mesma tecla sobre os problemas, dinheiro, riqueza, o mundo precisa de Jesus Cristo, nada mudou em Deus, tudo passa e passará mesmo, mais a palavra do Senhor e sua promessa de perdão e salvação para todos que confessarem seu filho como Senhor e Salvador de suas vidas permanecerá até o ultimo dia. Amados, Jesus está voltando, já se passaram mais de 2.000 anos, quando no livro de Atos nos relata, “E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois homens vestidos de branco. Os quais lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir.” (Atos 1:10-11). Oh Maravilha! É real, esse acontecimento profético há de se cumprir um dia, e não podemos esperar para anunciar as boas novas, o evangelho de Jesus, que é graça, perdão, salvação, mudança de vida. Mais não precisa gritar, basta falar com propriedade sobre o que o Filho de Deus tem a oferecer a toda humanidade, sem discriminação de raça, cor, condição social, financeira ou pensamentos. Muitas vezes você pode ser contra atitudes de determinadas pessoas, mais não pode julgar seus pensamentos ou opiniões, apenas pregue, mostre que Jesus Cristo não é e jamais será religião, como costumo dizer “Seguir a Jesus não é religião, e sim convicção de vida Eterna”. Quando tiver a oportunidade de subir ao Púlpito para pregar, peça a Deus uma palavra transformadora a quem ouve, como disse (Martyn Lloyd-Jones/teólogo protestante do século 20) “A pregação deve causar uma diferença tal no ouvinte, que nunca mais ele será a mesma pessoa”, e isso só é possível se a palavra que sair da boca daquele que fala seja totalmente direcionada pelo Pai, e atinjam os corações dos ouvintes de forma mansa e suave, e como brasas vivas do altar aqueçam os corações parra sempre. Com amor da parte do Pai, Pregador Maurio Maciel – CPMV Brasília.

21 comentários:

  1. angela maria forte braga13 de janeiro de 2013 09:48

    Pra que gritar durante as pregações? Se é o próprio Deus que usa seu servo!! e é o Espírito Santo que convence o ser humano de delitos e pecados? Então irmãos pregadores poupem as cordas vocais!!!

    ResponderExcluir
  2. Em 15 de 05 de 2014
    Esta mensagem vem reafirmar aquilo que eu estou passado na minha igreja,pois estas pregaçoês com gritos nâo serve para edificaçâo, muito pelo contrario, Costroi crentes movidos pelo parulho,. os que nâo concordam pode a té permannecer na igreja mas sem alimento espiritual.outra coisa que percebo é que os visitantes descrentes dificilmenta visita pela segunda vez.

    ResponderExcluir
  3. destesto gritarias na igreja pois o Senhor não é surdo e a gritaria tira a concentração dos ouvintes, nas igrejas assembleianas se o camarada não gritar durante apregaçao eles chamam de igreja fria, mais que mané fria? servimos a um Deus que antes de pensarmos ele já sabe o que queremos por tanto não há necessidade de barulho na presença do Senhor.

    ResponderExcluir
  4. Concordo com você,sou nova convertida na igreja assembleia de Deus,mais fico aflita com a gritaria e não consigo me concentrar na pregação da palavra com tantos gritos.pois sei que o Senhor ouve até os nossos pensamentos,então por que tantos gritos?

    ResponderExcluir
  5. Perto da minha casa tem umá igreja assembléia de Deus que só serve para discórdia de tanto que eles provocam os vizinhos. Só sabem usar a vida dos outros como exemplo e vira uma lavação de roupa suja e não um culto. Eles poderiam deixar de ser arrogantes e menos fofoqueiros e adorarem mais a Deus de maneira silenciosa.

    ResponderExcluir
  6. verdade , gritaria não leva ao conhecimento, e o conhecimento não leva a instrução, ta tudo muito errado , são movidos pelo barulho em grande excesso e acabam saindo sem conhecimento.

    ResponderExcluir
  7. eu estou passando por isso de gritos e horrores, abriu uma igreja em frente a minha casa e na hora dos cultos gritam e berram, isso entra dentro da minha casa e eu não consigo assistir uma tv falar ao telefone, fico nervoso e perturbardo, eles dizem que o diabo se levantou contra eles, por que eu me encomodo com isso, esse problema não é espiritual e sim cultural, eu vou ligar um som alto na minha varanda e tb vou encomodar eles, ja que não tem o minino de descencia no culto, eles estão muito longe de serem filhos de Deus, não respeitam o proximo como Deus vai os abençoar.

    ResponderExcluir
  8. eu tambem nao gosto de pregaçoes com gritaria e pulaçoes que existe em algumas igrejas

    ResponderExcluir
  9. Amém foi muito bom este estudo passo por isso na minha igreja sempre que prego a palavra de Deus faço como está descrito no estudo aí eu término o pastor pega e começa a gritar que a palavra não tem que ser só palavra tem que ter poder e autoridade eu fico triste 😢 mais sempre que trago a palavra Deus agi vidas se rende a Jesus se reconcilião eu agradeço a Deus mas meu pastor acha que tenho que gritar 😢😢😢

    ResponderExcluir
  10. Amém foi muito bom este estudo passo por isso na minha igreja sempre que prego a palavra de Deus faço como está descrito no estudo aí eu término o pastor pega e começa a gritar que a palavra não tem que ser só palavra tem que ter poder e autoridade eu fico triste 😢 mais sempre que trago a palavra Deus agi vidas se rende a Jesus se reconcilião eu agradeço a Deus mas meu pastor acha que tenho que gritar 😢😢😢

    ResponderExcluir
  11. E toda essa gritaria dentro das igrejas e fora dela também, faz com que haja o afastamento do novo convertido e deixar argumentos para aquele que já tem dificuldades de aceitar o convite de ir a igreja, principalmente por tantos mau testemunho deixado por pessoas que estão dentro das igrejas e não tem sabedoria, que usa a gritaria para causar emoções em poucos, que não passam de pessoas religiosas.

    ResponderExcluir
  12. Quando quiseres orar entra no teu quarto , ora e silencio ao seu Deus Mateus 6.6

    ResponderExcluir
  13. É complicado,tambem já fiz parte de igrejas assim,infelizmente ultimamente as igrejas tem afastado mais as pessoas do que buscado pra dentro.essa semana um parente meu da assembléia discutiu comigo pois afirmava que tem que haver gritos ele diz que isso é autoridade ,e claro eu discordei né ,e ele começou a me julgar falando da igreja a qual eu faço parte,traduzindo!!!um povo que ver doutrina e divide religiões,achando que está num nível de santidade maior do que os outros ,pessoal demônio não se expulsa no grito,e outra grito não é autoridade grito é emoção falando mais alto em nossas vidas e isso não pode acontecer pois ainda precisamos da razão

    ResponderExcluir
  14. Estou desagrejada pq não tenho me identificado com a maneira como a Palavra tem sido pregada. Comecei, recentemente, a visitar uma igteja. Hoje foi a 3a visita, e o 3o pastor, nas duas primeiras visitas a pregação foi tranquila, hoje estava preparada pra receber a palavra quando começou a gritaria, eu praticamente não entendi o que foi pregado. Voltei mal humorada, e chateada por ter ficado assim. Não é assim que devemos sair da igreja. Isso é muito triste.

    ResponderExcluir
  15. Verdade! Deus ver tudo, não precisa de gritaria todas as igrejas, só sabem pregar gritando, os fieis sai sem entender nada da palavra de Deus.

    ResponderExcluir
  16. maria das dores cunha30 de novembro de 2016 01:04

    BOM DIA ;;E EXATAMENTE POR CAUSA DOS GRITOS QUE NAO PROCURO NENHUMA IGREJA MAIS JA FUI EM VARIAS EM BUSCA DE DEUS DE UMA BOA PALAVRA MAIS SO ENCONTREI BAGUNÇAS MUITOS GRITOS PARECE UM INFERNO

    ResponderExcluir
  17. Irmãos queridos, atentem para isso: O inimigo quer realmente isso, que fiquemos entristecidos e abandonemos os templos de oração, para assim poder trabalhar em nossas mentes. Quando vamos as igrejas (templos) assim o fazemos para adorar a Deus (Cristo) e não para prestar atenção a isso ou àquilo. É claro que os gritos atrapalham, mas garanto-lhes que se pedirmos ao Espirito Santo para nos ensurdecer, certamente vamos ignorar e nem ouvir os gritos e mnanifestações de criancices nos templos. Mas nunca, nunca mesmo, abandonem os templos de oração, pois uma fogueira so queima quando tem muitas brasas. Abraços fraterno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente no Senhor Jesus! A biblia manda que congreguemos! Acho que muitos na verdade estão usando de desculpas esfarrapadas e descabidas para se ausentarem do templo de DEUS. Por isso muitos cairam e não puderam se levantar.

      Excluir
  18. Bom dia querida irmã em Cristo. Realmente existe uma grande bagunça em algumas igrejas. Eu tambem não concordo com isso, porem defendo o meu Jesus, que certamente não se agrada do que esta acontecendo porém, saibamos que Ele vai separar o joio do trigo e ai vai haver ranger de dentes, pois os que são joio's, serão jogados no fogo mais ardente e arderão nas chamas. Agora nós que queremos adorar de verdade e com temor (respeito) continuemos a orar. A nossa oração pode mudar isso, mas temos que ter paciencia e perseverar. Sinceramente não encontraremos igreja perfeita, porque é preciso que isso aconteça para que o justo saiba o que é errado e suplique ao Senhor que conserte isso. No mais desejo-lhe um otimo natal mesmos sabendo que este "natal" não e nosso, mas enquanto estão adorando o Senhor aceito com reservas essas festas. Um abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  19. Sou da Assembléia de Deus, recentemente batizado, todavia não concordo com tudo o que acontece na minha Igreja também, gritos, línguas estranhas sem intérpretes, hoje uma pregadora veio com outro assunto que sou totalmente contra, a confissão positiva, tipo: declare a vitória, toma posse, etc, creio que só Deus pode declarar isso ou aquilo, resumindo, creio que Deus há de me usar para ao menos abrir os olhos dos irmãos.

    ResponderExcluir
  20. Taí um fato verdadeiro! E Eu concordo plenamente! Acho que hoje em dia o que vimos muito é pregadores querendo se aparecer. Penso na Serenidade, na mansidão das palavras e no respeito e postura suave como os apóstolos de Cristo, como Paulo, pedro e João falavam. É só observarem em Atos dos Apóstolos durante os seus sermões tanto a Judeus, como gentios.

    ResponderExcluir

Esse blogger tem como objetivo trazer o público interessado no tema a uma verdadeira meditação sobre o que realmente tem levado centenas de pessoas a não irem mais a Igreja.
Nosso objetivo é buscar respostas através de cada opinião aqui registrada.