Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR. Portanto assim diz o SENHOR Deus de Israel, contra os pastores que apascentam o meu povo: Vós dispersastes as minhas ovelhas, e as afugentastes, e não as visitastes; eis que visitarei sobre vós a maldade das vossas ações, diz o SENHOR. E eu mesmo recolherei o restante das minhas ovelhas, de todas as terras para onde as tiver afugentado, e as farei voltar aos seus apriscos; e frutificarão, e se multiplicarão. E levantarei sobre elas pastores que as apascentem, e nunca mais temerão, nem se assombrarão, e nem uma delas faltará, diz o SENHOR. (Jeremias 23:1-4)” Deus criou você para ser uma estrela com sua própria grandeza, executando o potencial que Ele mesmo lhe deu. E Deus me enviou à terra com uma missão. Só Ele pode me deter, os homens nunca poderão. E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai. Esse blogger tem como objetivo trazer ao público interessado uma verdadeira meditação sobre o que realmente tem levado centenas de pessoas a não irem mais a Igreja. Nosso objetivo é buscar respostas através de cada opinião aqui registrada.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

A fé do centurião



“E, entrando Jesus em Cafarnaum, chegou junto dele um centurião, rogando-lhe, E dizendo: Senhor, o meu criado jaz em casa, paralítico, e violentamente atormentado. E Jesus lhe disse: Eu irei, e lhe darei saúde. E o centurião, respondendo, disse: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar. Pois  também eu sou homem sob autoridade, e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu criado: Faze isto, e ele o faz. E maravilhou-se Jesus, ouvindo isto, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé.  Mas eu vos digo que muitos virão do oriente e do ocidente, e assentar-se-ão à mesa com Abraão, e Isaque, e Jacó, no reino dos céus; E os filhos do reino serão lançados nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes. Então disse Jesus ao centurião: Vai, e como creste te seja feito. E naquela mesma hora o seu criado sarou.” (Matues 8:5-13)



Antes de comentarmos esse momento marcante do novo testamento, vamos esclarecer alguns pontos.
Precisamos saber que um centurião era um comandante oficial do exército romano. Eles controlavam 100 soldados, eram os mais odiados pelos judeus devido ao controle político-econômico, da opressão e zombaria que infligiam a Israel. Por ser tido como superior, em momento algum vimos o centurião colocar algum obstáculo para se aproximar de Jesus. Ele poderia ser impedido pela dúvida, orgulho, poder, etnia, dinheiro, auto suficiência, mas em momento algum ele pensou nisso. Simplesmente foi sem ligar para o que pensariam dele.
Jesus entra em Cafarnaum, aquele centurião romano vai imediatamente ao encontro de Jesus e lhe pede um favor. Imediatamente Jesus se surpreende com a convicção de fé daquele homem e também com sua humildade. Jesus faz o povo reconhecer que a fé daquele homem envergonhava a devoção exagerada de muitos líderes religiosos judeus. E, então, aproveita a oportunidade para exortar os judeus dizendo que muitos seriam excluídos do seu Reino devido a falta de fé Nele, Jesus Cristo!
O problema maior dos judeus é que eram arraigados a suas tradições religiosas. Não aceitavam que Jesus era o Messias. Nos dias de hoje, vemos isso acontecer dentro do nosso meio cristão. Há tantos religiosos – pessoas que creem mais em seus bens, em campanhas, corretes, panos, sal, lenços, copo com água, crucifixos, rosas, e tantas outras coisas mais.
Amados, Jesus ao vencer na cruz, levou sobre si toda a responsabilidade tanto de perdoar como de abençoar, porém, muitos líderes tem ensinado que Deus em Cristo Jesus é obrigado a dar o que as pessoas querem e, se fizerem esses rituais ou levar pra casa esses diversos símbolos, estarão mais protegidos e esse ato fará com que Deus se incline para elas e abra as portas e ponto. Em minha opinião, vejo isso como ignorar o poder de Deus. Creio que os discípulos, e em especial o apóstolo Paulo, não veriam diferença alguma com relação ao que presenciaram em seu tempo entre os gentios. A palavra de Deus diz: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar.” (2 Crônicas 7:14-15)
Aquele centurião não fez campanha, não pegou rosa, não tomou um copo com água e bebeu para que seu criado fosse curado.  Ele foi direto a fonte, foi a Jesus, a fonte de vida. Ele se aproximou daquele que pode todas as coisas, buscou estar na presença de Cristo, em frente a todos, e apenas rogou pela cura do seu criado.
Vimos que em momento algum Jesus hesitou em ajudá-lo. Prontamente disse: Eu irei e lhe darei saúde!
Nesse momento a fé daquele homem é selada, não pelo fato de achar indigno de receber Jesus em sua casa, mas por crer fielmente que bastava uma palavra sair da boca de Jesus, e independente de tempo, distância ou espaço, a palavra de Jesus se faria verdade na vida do criado dele que estava enfermo. Isso me faz lembrar o nosso irmão Isaías quando disse: “Assim será a minha palavra que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.” (Isaías 55:11). Quando Jesus fala, as coisas acontecem, mas precisamos crer.
No mundo passaremos aflições, problemas, dores, perdas, mas também, alegrias, conquistas, curas, bênçãos maravilhosas e graças. Precisamos ter como absoluta verdade que nada se faz sem a vontade de Deus!
Busque crescer na intimidade com o Pai e seu filho Jesus, e você se tornará uma pessoa mais forte frente a todo problema que lhe aparecer. Sua confiança será tamanha que nada irá lhe abalar.
Procure a Cristo, vá até Ele, creia e peça o que tanto precisa e, se for da vontade do Pai, Jesus te concederá, tenha certeza. Busque a paz e assim você passará por qualquer situação. Terá em Cristo a certeza de que nada poderá abalar a sua fé, aprenderá que Jesus é o único capaz de te capacitar frente a toda luta e Ele te dará as estratégias necessárias para lutar, vencer e conquistar cada um dos seus desejos, segundo a vontade dEle para sua vida!
Com amor do Pai e Cristo Jesus, Pr. Maurio Maciel.
Agenda aberta, contato pelo cpmvbrasilia@gmail.com 

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

É preciso retirar a capa


“Depois, foram para Jericó. E, saindo ele de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão, Bartimeu, o cego, filho de Timeu, estava assentado junto do caminho, mendigando. E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a clamar, e a dizer: Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim.” (Marcos 10:46-47)
Em Marcos 10:46 mostra a vida de Bartimeu, um cego que sonhava chegar diante do Senhor Jesus e ter a visão restaurada. Com certeza ele conhecia a palavra de Deus, conhecia o velho testamento, sabia que Isaías havia comentado sobre a vinda de Jesus, e que o Messias seria O seu milagre, o Novo Testamento, porque Jesus passaria perto dele.
“Com isso logo creu na oportunidade de estar próximo de Jesus e ser curado, então se pôs a clamar da seguinte forma: “Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim!”. Percebemos que, neste clamor, não havia palavras de cobrança, e nem de revolta. Tem gente que chega para Deus com palavras que O colocam contra a parede, e esse clamor é ineficaz.”
Primeiramente devemos entender que Deus não deve nada para ninguém. Consequentemente, não somos merecedores de receber nada d’Ele. Em segundo lugar, saiba que vivemos pela graça do Senhor, o que significa um favor imerecido. Pelo sangue de Cristo derramado, temos acesso a Deus mas não somos merecedores de algum benefício. Por isso, temos que chegar diante do Senhor com o coração limpo e implorando pelo milagre. E foi exatamente isso que Bartimeu fez. No entanto como está no versículo 48, havia um grande impedimento do clamor desse homem, porque a multidão que se achava pedia que ele se calasse. (Esses eram os que desanimavam os seguidores de Jesus, e o pior e que eram pessoas que O conheciam). Quando diziam que era para ele se calar, eles atrapalhavam Bartimeu de APROVEITAR SUA ÚNICA OPORTUNIDADE. Eles estavam tentando impedi-lo de ser abençoado. Ele não desistiu do se objetivo, porque ele clamava, mais alto.
Irmão(ã), ignore as barreiras. Existem pessoas que logo no primeiro empecilho que encontra pela frente já desiste, ou dão ouvidos aos destruidores da fé, e geralmente conhecem a Jesus. Aprenda a não desistir. Não olhe para a dificuldade, mas olhe para o alto e intensifique o seu clamor.
“Parou Jesus e disse: Chamai-o. Chamaram, então, o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, que ele te chama, Ele, lançando de si a sua capa, levantou-se, e foi ter com Jesus. Marcos 10:50″ (Marcos 10:49,50). A capa que ele usava representava muita coisa, era sua segurança, proteção contra chuva, contra o frio, representava sua vida de miséria, e ele através do seu ato de fé ao lançar fora sua capa estava deixando tudo isso pra trás. Naquele momento era tudo ou nada, a capa ligava Bartimeu aquela vida sem perspectiva, isolada, medíocre, e ele queria abandonar toda sua ligação com o passado. Para alguns a capa pode representar tudo que nos liga ao mundo.
“Você não pode ter a capa e Jesus ao mesmo tempo, precisa tomar uma decisão a quem seguir. Tomar a decisão de abandonar tudo aquilo que te custa, que te prende a uma vida mundana, não é fácil, mais é possível. Ter uma vida de cegueira espiritual, uma vida de favores, sendo escravo do mundo não é opção para quem já ouviu falar de Jesus.”
Ele tinha que tirar a capa, porque era o que o impedia de ficar mais próximo de Deus. Todos nós temos uma capa. Você sabe qual é a sua?
A capa pode ser muitos sentimentos humanos, como o ódio, egoísmo, complexo, ressentimentos ou algo que muitas vezes fazemos que nos distancia de Deus. Este homem citado, sem Jesus falar nada, tirou a capa (teve ATITUDE), para receber seu milagre. Sua capa é o que muitas vezes te faz ficar distante da bênção, precisa ser retirada.
Talvez você não tenha força para tomar algumas decisões, mas peça força e ajuda para Deus. Examine-se a si mesmo veja o que precisa deixar. Esse homem teve forças para retirar a capa e imediatamente teve a sua porta aberta. Bartimeu foi curado, e passou a seguir Jesus, O qual disse a ele: a tua fé te salvou, ou seja, pronto já tens o que queres. E Bartimeu cheio de gratidão, seguiu o Mestre.
Talvez você como este homem precise ser curado espiritualmente para receber as bênçãos de Deus. Ele queria uma porta aberta em sua vida e reconheceu que precisava retirar aquela capa, por isso Deus o ajudou. Peça também a ajuda do Senhor e hoje mesmo encontrará as portas abertas do teu milagre.
Com amor do Pai e Cristo Jesus, Maurio Maciel.

sábado, 1 de outubro de 2016

DA ÁGUA PRO VINHO



"E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu. E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? E ele disse: Quem és, Senhor? (Atos 9:3,4 e 5)"

O apóstolo Paulo a caminho de Damasco teve um encontro com Cristo que mudou a história de sua vida. Quando seguia os discípulos de Jesus seu nome era Saulo, homem temido, determinado, corajoso e ousado; essas qualidades do futuro apóstolo faziam parte da estratégia de Deus com relação aquele que se tornaria o maior evangelista de todos os tempos. Podemos ver que quando Jesus interrompe a viagem de Saulo no meio do caminho, imediatamente podemos ver que Saulo chama a Jesus de Senhor, treme na presença do Senhor e imediatamente obedece a ordem que lhe foi dada (Atos 9:4,5,6 e 7). Estando Saulo 3 dias sem ver, a palavra diz que ele não comeu nem bebeu (Atos 9:9), Saulo poderia sim se alimentar e beber água, mais ele inicia ali um jejum de 3 dias que foi essencial para sua intimidade com o Pai.